Quinta do Covelo beneficia de trabalhos de reabilitação
15-01-2018

Estão a decorrer trabalhos de beneficiação na Quinta do Covelo, que visam implementar soluções paisagísticas. A empreitada, da responsabilidade da Empresa Municipal de Gestão e Obras do Porto (GO Porto), arrancou a 12 de janeiro e prevê: limpeza da vegetação, sementeiras, plantação de espécies arbórea, reabilitação de pavimentos, percursos e zonas de estadia, reabilitação funcional da cascata existente e reparação de muros de pedra. Além destes está também prevista a adaptação de infraestruturas elétricas, de abastecimento de água e de drenagem de águas pluviais.


O investimento ronda os 320 mil euros e tem um prazo de execução previsto de 150 dias.


A Quinta do Covelo, outrora chamada do Lindo Vale ou da Boa Vista, pertencia ao fidalgo Pais de Andrade, cujos descendentes venderam a Manuel José do Covelo, negociante. No século XIX, entre 1829 e 1830, a quinta foi vendida, pelos descendentes do Covelo, a Manuel Pereira da Rocha Paranhos e passou a ser conhecida, também, por Quinta do Paranhos.


No século XX, a quinta foi doada à Câmara do Porto e ao Ministério da Saúde, por testamento, com o impedimento de indivisibilidade e para edificação hospitalar de tuberculosos. Tendo o Ministério da Saúde prescindido de aí construir o referido equipamento hospitalar, a Câmara gere atualmente a quase totalidade do espaço.